SAC SAC Deficiente Auditivo ou de Fala contato para deficientes Auditivos
18/01/2019

Menores de idade podem ter seguro de vida? Especialista explica

18/01/2019

Menores de idade podem ter seguro de vida? Especialista explica

18/01/2019

Planejamento financeiro para 2019: por onde começar?

18/01/2019

Evolução Digital x Transformação Digital: Qual é a diferença?

18/01/2019

IR 2019: Reúna agora os papéis e tenha chance de receber restituição antes ...

18/01/2019

Saque integral do FGTS em caso de pedir demissão em 2019 pode ser liberado para trabalhador

18/01/2019

Com exterior positivo, Bolsa ganha fôlego extra e chega aos 96 mil pontos

18/01/2019

Dólar tem alta pontual, mas volta a cair com exterior no radar e realização

14/01/2019

O abandono da ideia de fundir Susep e Previc

14/01/2019

Ciência, tecnologia e seguros são novidades em 2019

14/01/2019

Calendário de pagamento do Seguro DPVAT já está disponível na internet

14/01/2019

Proposta de previdência híbrida pode ser boa solução

14/01/2019

Aposentadoria dos militares: como ela é diferente da previdência do restante da população?

14/01/2019

Novos investidores do Tesouro Direto triplicam com taxa zero de bancos

14/01/2019

Dólar sobe com cautela sobre desaceleração da China e com previdência no radar

11/01/2019

Recado para o brasileiro repensar a sua aposentadoria

11/01/2019

Fundos Data Alvo: uma alternativa para os desafios da aposentadoria

11/01/2019

Onde cotar seguro viagem com bons preços; dicas práticas

11/01/2019

Brasileiros aderem aos seguros de vida para proteção da renda familiar

11/01/2019

Maior oferta de produtos corporativos faz setor de seguros sair...

11/01/2019

JLT lança a 4ª Edição de Relatório sobre Mercado de Seguros e Resseguros no Brasil

11/01/2019

8 dicas muito úteis de planejamento financeiro para 2019

09/01/2019

Planejamento para as despesas de início de ano

09/01/2019

Previdência Privada PGBL ou VGBL: qual a melhor opção para você?

09/01/2019

Fusão de Previc e Susep está suspensa, informa O Globo

09/01/2019

A forma simples e eficaz de fidelizar segurados

09/01/2019

Renda Fixa ou Fundos de Previdência? Conheça as principais diferenças

09/01/2019

Novas propostas de reforma chegam a dobrar economia na Previdência

09/01/2019

Bolsa supera 93 mil pontos pela primeira vez na história

07/01/2019

Sobe número de brasileiros que conseguem guardar dinheiro

07/01/2019

CNSP regulamenta mercado de anuidades

07/01/2019

Adesão ao Simples Nacional vai até o fim de janeiro

07/01/2019

Mercado de capitalização projeta um crescimento entre 7% e 8% em 2019

07/01/2019

Susep vai mudar normas para combate aos crimes de “lavagem”

07/01/2019

Dólar segue fraco com petróleo forte, negociação comercial e Powell no radar

07/01/2019

Bolsas asiáticas sobem após rali em Nova Iorque e antes de conversas entre EUA e China

04/01/2019

#RetrospectivaDPVAT: Fique por dentro das principais iniciativas de 2018

04/01/2019

Lucro das seguradoras avança para R$ 13,3 bi até novembro de 2018

04/01/2019

Conjuntura CNseg

04/01/2019

O Mercado de Seguros precisa mudar. Se isso acontecer, será incrível!

04/01/2019

Empréstimos, cartões e até previdência privada: lojas invadem mercado financeiro

04/01/2019

Seguro DPVAT fica até 79% mais barato, mas não existe desconto para pagamento antecipado

04/01/2019

Presidente da República promulga lei que reforça exigências na venda de seguros

28/12/2018

Feliz 2019

14/12/2018

União Seguradora fecha o ano com novos negócios

14/12/2018

Uma parceria de sucesso

14/12/2018

Corretor que buscar cobertura para cliente no mercado internacional em desacordo com a legislação está sujeito a penalidade

14/12/2018

CNseg: resiliência e diversificação mantêm crescimento do setor

14/12/2018

Brasilprev vê previdência privada em 2019 mais robusta e acredita em reforma

14/12/2018

Vale a pena investir em PGBL no fim do ano para ter desconto no IR?

14/12/2018

Brasilprev avalia que unificação da Susep e Previc é razoável

04/12/2018

Um Futuro seguro precisa de planejamento

04/12/2018

Um Futuro seguro precisa de planejamento

04/12/2018

Prazo para placas do Mercosul no RS será 17 de dezembro

04/12/2018

Inovação surge para tirar profissionais da zona de conforto

04/12/2018

Câmara cria comissão para analisar novo seguro obrigatório

04/12/2018

A vez da previdência privada com a reforma no novo governo

04/12/2018

Fintechs e mudanças nos serviços financeiros

04/12/2018

Mercado aposta que investidores vão passar a aplicar mais na aposentadoria

05/11/2018

TR não deve ser aplicada na correção de benefício complementar, decide Segunda Seção

05/11/2018

Combate ao mercado marginal une entidades estaduais e federais

05/11/2018

Seguro pode ser alavanca para infraestrutura no novo governo

05/11/2018

Seguradoras pressionadas com nova abordagem das normas IFRS

05/11/2018

Confiança das seguradoras cresceu 26% em outubro

05/11/2018

Líder simplifica pedido do Seguro DPVAT com novo formulário unificado

05/11/2018

Inteligência artificial já é realidade no mercado de seguros

31/10/2018

Entre os poupadores, 20% pensam na aposentadoria

31/10/2018

Controle do dinheiro permite realizar sonhos futuros

31/10/2018

Estudo reforça a importância do corretor na venda de seguros

31/10/2018

Corretor de Seguros: o principal responsável pelo avanço do mercado segurador

31/10/2018

Além do seguro DPVAT obrigatório, quase metade da frota brasileira possui seguro auto

31/10/2018

Confederação de seguradoras entrega 22 propostas para Bolsonaro

31/10/2018

Seguradoras pressionadas com nova abordagem das normas IFRS

26/10/2018

Setor de seguros deve aprender a lidar com a diversidade

26/10/2018

?A longevidade é uma das grandes conquistas da humanidade. É hora de revermos nossos conceitos?

26/10/2018

Brasileiros contratam mais seguros para proteção pessoal

26/10/2018

Exemplo de Mediação para o Mercado Segurador

26/10/2018

Corretor: segmento de seguros possui novas regras

26/10/2018

Seguros fazem a economia girar

26/10/2018

Governo Central registra déficit primário de R$ 23 bilhões em setembro

24/10/2018

Vale a pena investir na previdência privada para o meu filho?

24/10/2018

Dia Mundial da Estatística: saiba mais sobre os números do Seguro DPVAT

24/10/2018

Aquisições e fusões vão se intensificar no setor de seguros

24/10/2018

Cuidado! Você pode perder o seu Simples Nacional em 2019!

24/10/2018

Crescimento de estudantes brasileiros no exterior resulta em inovações nos serviços de seguro viagem

24/10/2018

Seguro e previdência às MPEs só devem ganhar força depois de 2019

24/10/2018

Com atenção à eleição, dólar alterna pequenas altas e baixas

22/10/2018

Troféu JRS 2018

19/10/2018

Em 10 anos, Rio Grande do Sul terá mais idosos do que crianças

19/10/2018

Governo deve agir para que empresas tornem acessos IoT mais seguros, diz NEC

19/10/2018

A Palavra de Ordem é Inovação

19/10/2018

Seguradoras que transformam seus negócios e modelos operacionais podem obter US$ 375 bilhões em novas receitas, afirma estudo da Accenture

19/10/2018

Qual a próxima onda?

19/10/2018

Empresários da indústria estão mais confiantes, diz CNI

19/10/2018

Dólar cai com força de moedas emergentes e sinais de estímulo chinês após PIB

16/10/2018

Plenário pode votar projeto com novas regras para serviços de seguros

16/10/2018

Corretor de seguros não é um intermediário de negócios*

16/10/2018

Como escolher uma boa Previdência Privada?

16/10/2018

Cada vez mais cedo, brasileiros depositam confiança em previdência privada

16/10/2018

Algumas diferenças entre a Previdência do Servidor e o INSS

16/10/2018

Guardar dinheiro: um hábito que se deve aprender desde cedo

16/10/2018

Petróleo fecha em alta com tensões entre Arábia Saudita e EUA

11/10/2018

Dia da Criança

11/10/2018

Dia do Securitário

10/10/2018

Planejamento Financeiro e Previdência Privada

10/10/2018

Cresce número de consumidores que poupam acima de R$ 50 para os filhos, diz Boa Vista SCPC

10/10/2018

Ibovespa cai mais de 2%; investidor repercute declarações de Bolsonaro

10/10/2018

Dicas de Planejamento Pessoal

10/10/2018

Seguros: a decisão de proteger o que tem de mais valioso na vida

10/10/2018

Seguro auto online: será o fim das corretoras de seguros?

10/10/2018

Bolsonaro e Haddad estão com propostas do setor de seguros para debate

08/10/2018

Investidores devem ser conservadores com dinheiro nos próximos 180 dias

08/10/2018

Barreira cultural é principal desafio para assinatura eletrônica no Brasil

08/10/2018

Seguradoras adotam o uso de tecnologia 'vestível' para criar descontos

08/10/2018

Os melhores planos de previdência privada, segundo a Proteste

08/10/2018

Economia mundial corre risco de enfrentar nova crise financeira, avisa FMI

08/10/2018

O que esperar dos mercados com Bolsonaro ou Haddad?

08/10/2018

Ibovespa dispara após 1º turno das eleições; dólar cai

03/10/2018

Seguro de vida empresarial também é vantagem para o executivo

03/10/2018

Setor privado prepara projeto de reforma da Previdência para presidente eleito

03/10/2018

Congresso destaca oportunidades de negócios e função social dos corretores de vida e previdência privada

31/10/2018

Controle do dinheiro permite realizar sonhos futuros


Todos nós já cometemos - e ainda iremos cometer - deslizes com o nosso dinheiro. Uma compra desnecessária, um investimento mal feito, uma aposta que não deu certo. E se pudéssemos reaver toda a quantia despendida em coisas que não nos trouxeram benefícios? É para isso que o controle financeiro é fundamental para darmos luz até mesmo aos centavos desperdiçados. Por isso, o Seguros e Previdência ouviu pessoas que se organizaram e investiram seu dinheiro para render frutos e possibilitar a realização de sonhos, agora e no futuro.Entender como os mínimos gastos do cotidiano influenciavam no orçamento mensal foi uma das motivações para o advogado Estevan Piva começar o hábito de controlar cada centavo despendido. Há mais de quatro anos, ele criou uma planilha básica para anotar diariamente tudo que gastava e percebeu como o somatório de alguns "gastos bobos" pesavam a cada mês. O resultado, segundo ele, foi criar um policiamento maior e uma espécie de desafio: reduzir mensalmente o desperdício de dinheiro e focar em objetivos maiores. Em 2014, ele decidiu fazer um intercâmbio e, para isso, precisou do auxílio dos pais para complementar o investimento. Assim, intensificou os registros e tratou também de promover a conversão dos valores - de real para euro - a fim de se manter dentro dos parâmetros de câmbio e ter uma real noção da situação a qual viveria. "Nunca fui uma pessoa de gastos exorbitantes. Pelo contrário, sempre fui bastante contido e me interessei por guardar mais do que gastar, embora não tivesse um controle preciso sobre isso", explica. Tal rigidez no controle também se deu para que ele mostrasse aos pais que não estava na Europa para "esbanjar" ou gastar o dinheiro que fora cedido. Piva conta que, no primeiro mês, as anotações pareceram sem muito sentido, em virtude de não haver um parâmetro de comparação para saber se o gasto está maior ou menor, mas do segundo mês em diante, o comparativo ficou mais claro e foi possível identificar os desvios. Atualmente, o dinheiro que sobra ele procura investir em viagens e compras, mas também dedica parte aos fundos com bons rendimentos. "Ainda quero aprimorar meus métodos para fazer investimentos em renda fixa e também variável e ver o dinheiro trabalhar para mim", afirma. Reforma foi incentivo para começar plano complementar Rigidez nas novas regras previdenciárias permeou decisão de Goelzer. A preocupação com o futuro da Previdência Social, assim como a conscientização desde cedo com o investimento em previdência complementar permearam a escolha do funcionário público Lucas Goelzer em aderir a um plano privado de aposentadoria antes dos 30 anos. Formado em administração de empresas, ele adquiriu experiência ao trabalhar no setor privado na área voltada à economia antes de ingressar no serviço público, o que ajudou a criar um discernimento sobre planos futuros. Ele explica que as discussões no Congresso em torno de regras mais rígidas, tanto para idade quanto para tempo de contribuição, foram fundamentais para a tomada de decisão. "A Previdência oficial, em geral, é limitada. Alguns itens como estabelecimento de tetos e idades mínimas de aposentadoria estão em estudo na reforma. Assim, é conveniente a adoção de previdência privada, em complemento à oficial", afirma. A escolha foi pela contratação de um plano via instituição bancária, atrelado aos títulos públicos federais, com rendimento maior e segurança aos beneficiários. A solidez do produto e a confiabilidade tanto no que fora contratado quanto no banco escolhido ajudaram a tomar a decisão. O funcionário público se considera uma pessoa conservadora nos seus investimentos. "Não gosto de assumir grandes riscos financeiros, sendo esse o motivo por optar por aplicações em poupança e planos de previdência privada. Outro motivo é a alta liquidez do primeiro, sendo possível resgatar rapidamente o valor investido, caso necessário", completa Goelzer. Polyana entendeu importância de assegurar o patrimônio tem, desde os 18 anos, o hábito de controlar suas finanças. Incentivada pela mãe a partir do seu primeiro estágio remunerado, conseguiu juntar dinheiro suficiente para comprar um celular, artigo de luxo à época. Hoje, com 34 anos, ela mantém a agenda como sua fiel escudeira no planejamento financeiro, além de usar a tecnologia dos aplicativos para ter um maior dinamismo. Os valores que são economizados mensalmente ela aplica em um fundo "para uma grande compra ou imprevistos", conforme explica. Além disso, percebeu que a união desses dois modelos - manual e tecnológico - trouxe resultados positivos, pois, segundo a bióloga, conseguiu prever a quantia de dinheiro que poderia contar todos os meses para um investimento próprio ou simplesmente para guardar para o futuro. Com a maturidade, veio também a percepção da importância em contratar alguns seguros para proteger o patrimônio conquistado. Polyana conta que possui seguro residencial, automotivo e também contrata seguro viagem, quando necessário. "Ter um seguro é ter uma garantia de que se algo der errado, se acontecer algum imprevisto, não vou precisar me endividar para consertar algo, ou perder em definitivo alguma coisa", afirma. Ela relata que precisou usar diversas vezes a proteção ao seu veículo, inclusive por roubo. Quanto às viagens e ao seguro da residência, não precisou usufruir dos benefícios, mas percebe a importância de ambos. "Fiz um seguro para a minha casa pensando na possibilidade de danos que podem ocorrer. E em muitos lugares fora do Brasil, se ocorre alguma situação em que se precisa de atendimento médico-hospitalar, estrangeiros gastam uma nota preta em atendimento. Já pensou torcer o pé fora do País e gastar todas as economias na conta do hospital?", indaga.
 
Jornal do Comércio (https://www.jornaldocomercio.com/_conteudo/especiais/seguros_previdencia_2018/2018/10/653685-controle-do-dinheiro-permite-realizar-sonhos-futuros.html)
logotipo zepol